Oláá galerinha, tudo bem com vocês?
No clima de Gilmore Girls, que foi disponibilizada no pai Netflix esta semana, venho apresentar pra vocês o Desafio Rory Gilmore de Literatura!
O que acham?
Alguém, muito feliz, marcou todos os livros que a nossa lindinha Rory Gilmore cita durante as sete temporadas da serie e criou o desafio. A lista de livros que colocarei aqui é de origem do blog www.maquiadanalivraria.blogspot.com.br


Continue lendo »


Olá pessoal, espero que esteja tudo bem com vocês!
Estamos no  meio do ano, então decidi mostrar para vocês o que já li até agora. Não vou comentar sobre as histórias dos livros aqui hoje, mas se tiverem interesse de ver uma resenha de algum deles é só deixar nos comentários que eu providenciarei, ok?
Os livros estarão em ordem de leitura, vamos começar então?

1. Contos dos Irmãos Grimm - Dra. Clarissa Pikola Estés
2. O Ciclo das Trevas I - O Protegido - Petter V Brett
3. Cidades de Papel - John Green
4. O Sorriso da Hiena - Gustavo Ávilla
5. Libertada - Michelle Knigth
6. O Menino dos Fantoches de Varsóvia - Eva Weaver 
7. Harry Potter e a Pedra Filosofal - J.K. Rowling
8. Pollyanna - Eleanor Porter
9. A Redoma de Vidro - Sylvia Plath
10. Harry Potter e a Câmara Secreta - J.K. Rowling
11. A desumanização - Valter Hugo Mãe
12. A Quinta Onda - Rick Yancei
13. O Rei do Inverno - Bernard Cornwell
14. A Garota Dinamarquesa - David Ebershoff
15. O Grande Gatsby - F. Scott Fitzgerald
16. O Livreiro de Cabul - Asne Seierstad
17. Anna e o Homem das Andorinhas - Gavriel Savit
18. Eu Sou o Número Quatro - Pittacus Lore
19. Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban - J.K. Rowling
20. O Orfanato da Srta. Peregrine Para Crianças Peculiares - Ransom Riggs 
21. A Coroa - Kiera Cass
22. Entre o Amor e a Vingança - Sarah Maclean
23. A Livraria 24 horas do Mr. Penumbra - Robin Sloan
24. Harry Potter e o Cálice de Fogo - J.K. Rowling
25. A Rainha Vermelha - Victoria Aveyard
26. O Alquimista - Paulo Coelho
27. A Peculiar Vida de Um Carteiro Solitário - Denis Thériault
28. A Última Carta de Amor - Jojo Moyes
29. Harry Potter e a Ordem da Fênix 

Ufa, acabei rsrs. Não foram tantos livros, mas estou conseguindo manter uma meta pessoal de pelo menos 4 livros ao mês.

E vocês, já leram quais e quantos livros do começo do ano até hoje?

Beijoooooos



créditos: www.adorocinema.com

Olá galerinha, tudo bem com vocês? Hoje vou contar um pouquinho da minha experiência com o filme Como Eu Era Antes de Você. 
Trata-se de uma adaptação do livro de mesmo nome escrito pela Jojo Moyes, li este livro a pelo menos 2 anos atrás e me lembro da sensação e do turbilhão de emoções que passei enquanto lia. 
É o típico livro de "uma sentada", sabe? Comecei a ler no finalzinho da noite e fui embora madrugada a dentro, não conseguia largar e vou confessar para vocês, chorei litros!

A poucos dias atrás foi lançado o filme e em todos os blogs/canais que olhamos vemos pessoas comentando sobre ele e não podíamos ficar de fora não é mesmo?
Créditos: www.saraiva.com.br


Vamos conhecer a história da Louisa Clark e do Willian Traynor. Lou precisa de um emprego para sustentar sua família, composta por um pai desempregado, sua mãe dona de casa, sua irmã hiper inteligente e seu sobrinho ainda criança. Por nao possuir nenhuma "qualidade" para bons empregos acaba aceitando passar por uma entrevista na casa de uma das famílias mais ricas da cidade e ela então seria cuidadora. 
O que ela não imaginava era que seria cuidadora de um rapaz tetraplégico (muito gato, por sinal rsrsrs) e que ele era a pessoa mais amarga do mundo, claro, devido as circunstancias. 
créditos: www.minhavidaliterária.com.br

Ela nem imagina o impacto que vai causar na vida de Will e muito menos imagina em como a vida dela vai mudar. 
É uma história deliciosa de se acompanhar e eu fiquei muito surpresa em como a atriz consegue ser tão expressiva e trazer vida a uma personagem tããããão bem. Gente, sério, nunca vi como duas sobrancelhas conseguem fazer a gente rir tanto! 



Deixem nos comentários se vocês já foram assistir ao filme e o que acharam, vou ficar esperando hein!!

Um beijo e até a próxima postagem!




Título: A Última Carta de Amor
Editora: Intrínseca 
Páginas: 378
Ano: 2016 (2ª Edição)
Classificação: 



Sinopse: Londres, 1960. Ao acordar em um hospital após um acidente de carro, Jennifer Stirling não consegue se lembrar de nada. De volta à casa com o marido, ela tenta, em vão, recuperar a memória de sua antiga vida. Por mais que todos à sua volta pareçam atenciosos e amáveis, Jennifer falta alguma coisa. É então que ela descobre uma série de cartas de amor escondidas, endereçadas a ela e assinadas apenas por “B”, e percebe que não só estava vivendo um romance fora do casamento como também parecia disposta a arriscar tudo para ficar com seu amante. Quatro décadas depois, a jornalista Ellie Haworth encontra uma dessas cartas endereçadas a Jennifer durante uma pesquisa nos arquivos do jornal em que trabalhava. Obcecada com a ideia de reunir os protagonistas desse amor proibido — em parte porque ela mesma está envolvida com um homem casado —, Ellie começa a procurar “B”, sem desconfiar que, ao fazer isso, talvez encontre uma solução para os problemas do seu próprio relacionamento.


Continue lendo »


Olá amigos do ER, tudo bem com vocês????
Hoje vou fazer uma postagem um pouco diferente pq queria mostrar essa coisa mais lindaaaaaa que eu ganhei!


É isso mesmo que vocês estão vendo, a versão ilustrada de Harry Potter e a Pedra Filosofal!!! :D

Continue lendo »



Título: Entre o amor e a vingança
Série: O clube dos Canalhas – Vol.1
Editora: Gutemberg
Páginas: 303
Ano: 2015
Classificação:

 

Sinopse: Uma década atrás, o marquês de Bourne perdeu tudo o que possuía em uma mesa de jogo e foi expulso do lugar onde vivia com nada além de seu título. Agora, sócio da mais exclusiva casa de jogos de Londres, o frio e cruel Bourne quer vingança e vai fazer o que for preciso para recuperar sua herança, mesmo que para isso tenha que se casar com a perfeita e respeitável Lady Penélope Marbury.
Após um noivado rompido e vários pretendentes decepcionantes, Penélope ficou com pouco interesse em um casamento tranquilo e confortável, e passou a desejar algo mais em sua vida. Sua sorte é que seu novo marido, o marquês de Bourne, pode proporcionar a ela o acesso a um mundo inexplorado de prazeres.
Apesar de Bourne ser um príncipe do submundo de Londres, sua intenção é manter Penélope intocada por sua sede de vingança – o que parece ser um desafio cada vez maior, pois a esposa começa a
mostrar seus próprios desejos e está disposta a apostar qualquer coisa por eles…
…até mesmo seu coração.

Continue lendo »


Créditos: http://pcwallart.com/clockwork-orange-poster-original-wallpaper-4.html
Falar sobre um clássico é sempre complicado, ainda mais quando se trata de uma obra icônica do gênio Kubrick. Mas sou corajosa e cara e pau o suficiente para isso. Preparados para um pouco de ultraviolência?
Videi bem:
O filme é uma adaptação do livro homônimo, escrito por Anthony Burgess. Li o livro ainda na adolescência, antes de ver o filme e achei este bem fiel à obra original. Muitos falam que a obra de Anthony é chata e complicada, mas não compartilho dessa ideia.
O filme conta a história de um grupo de jovens delinquentes liderados pelo Alex, personagem muito inteligente, sarcástico, sedutor, cínico e, claro, muito violento. Esse grupinho faz coisas adoráveis como: roubar, espancar mendigos idosos, estuprar e entrar em brigas de gangues. Parece familiar? Sim, e é o ponto que mais me chamou atenção em todo o filme: Toda a ultra violência se parece muito com o que vemos nos noticiários! É triste, mas o filme não choca tanto nesse quesito, pois a sociedade em que vivemos tem exemplos muito piores!
Créditos: http://www.planocritico.com/wp-content/uploads/2013/12/clockwork-orange-imagem-destacada.jpg
Dobi drugui
Eis que Alex é preso após ser traído pelos próprios colegas. Na prisão ele consegue fazer parte de um experimento que propõe retirar qualquer agressividade do prisioneiro. Ou seja, a pessoa é forçada a ser “boa”. O tratamento é considerado um sucesso e nosso querido Alex é solto nas ruas, incapaz de matar uma mosca. Claro que isso não dá o que preste...
Suas antigas vítimas viram algozes e se vingam de Alex, que não consegue se defender. Opa, mais familiar ainda, não? Parece até que adivinharam os inúmeros casos de pessoas fazendo justiça com as próprias mãos, espancando e até matando criminosos atualmente. E vendo o filme temos sentimentos contraditórios. Em parte, censuramos a atitude dos que perpetuam a violência e até rola uma peninha do Alex, mas essa não dura muito, afinal lembramos de todo o mal que ele fez apenas por diversão. Fica a questão: A vingança é só uma forma de reparar danos e fazer justiça, ou as pessoas querem principalmente liberar a própria violência e estão curtindo o momento tanto quanto o Alex curtia quando era violento?
Quanto ao final, deixo para vocês assistirem e decidirem se de fato o tratamento foi bem-sucedido.
Dentro e fora da okna
A história não se passa em um ano definido. A estética, carros e elementos como discos de vinil e fitas k7 lembram os anos 70. Mas o vocabulário esdrúxulo, certos cenários que parecem caos pós apocalíptico e o próprio experimento nos levam ao futuro.
Créditos: https://lucyphillips.wordpress.com/2014/05/11/still-from-a-scene-in-clockwork-orange/
Os elementos visuais são muito horroshow! Há muitas formas geométricas, cores vibrantes, elementos fálicos por todo o canto. Parece um constante delírio que combina muito bem com o roteiro.
A trilha sonora é perfeita! Cria um ambiente de tensão, humor, loucura e reflexão, de acordo com a cena. O Alex é apaixonado por música, ponto importante para as consequências que o tratamento dele trouxe. Em uma das minhas cenas favoritas, onde fica totalmente claro o grau de psicopatia desse cara, a música cantada é parte fundamental:

Bem galera, espero que tenham apreciado a primeira resenha que faço para este blog. Se já assistiram e/ou leram Laranja mecânica fiquem à vontade para contar suas impressões.