Olá, olá moçada. Tudo bom com todo todo mundo? Alguém aqui já leu aqueles livros de road-trip e teve vontade de fazer alguma? Pois é, eu sou uma dessas leitoras apaixonadas por viagens de carro de uma costa a outra, e então, separei 4 histórias incríveis que todos deveriam ler (e em certo caso, ver o filme também hahaha). Então vamos lá! 


Entre O Agora e O Nunca – J. A. Redmerski 
Preciso dizer que esse é o meu livro favorito de todos os tempos, porque ele mexeu com meus sentimentos para caramba e só Jesus na causa! Além de ter um mocinho com um gosto musical impecável, ele é filosófico e digno de 100 post-its colados. É uma história linda que retrata o autoconhecimento e autoaceitação, é exatamente aquele tipo de livro que te faz pensar "o que eu estou fazendo da minha vida até agora?" Sem contar que a risada é garantida e o suspiro ainda mais! E, para nossa alegria e nossa destruição, TEM CONTINUAÇÃO! Entre agora e o sempre é mais lindo ainda, meu povo e minha pova.

Sinopse: Camryn Bennett é uma jovem de 20 anos que desistiu do amor desde que Ian, seu namorado, morreu num acidente de carro há um ano. Sua melhor amiga, Natalie, é a única capaz de animá-la. Mas a relação entre as duas fica abalada quando o namorado de Nat revela à Camryn que está apaixonado por ela. Perdida, sem saber o que fazer, Camryn vai para a rodoviária e pega o primeiro ônibus interestadual, sem se importar com o destino. Com uma carteira, um celular e uma pequena bolsa com alguns itens indispensáveis, Camryn embarca para Idaho. Mas o que ela não esperava era conhecer Andrew Parrish, um jovem sedutor e misterioso, a caminho para visitar o pai, que está morrendo de câncer. Andrew se aproxima da companheira de viagem, primeiro para protegê-la, mas logo uma conexão irresistível se forma entre os dois. Camryn tenta lutar contra o sentimento, já que jurou nunca mais se apaixonar desde a morte de Ian. Andrew também tenta resistir, motivado pelos próprios segredos. Narrado em capítulos que alternam as vozes de Andrew e Camryn, "Entre o Agora e o Nunca" é uma história de amor e sexo, na qual os personagens testam seus limites, exploram seus desejos e buscam o caminho que os levará à felicidade.

Two-way Street – Lauren Barnholdt 
Aqui o romance é mais adolescente e o drama mais calmo e mais dinâmico. Apesar de achar no começo que é só mais um romancezinho com uma mocinha chata, não é! Conforme a trama vai se desenvolvendo, seu queixo vai caindo ainda mais! Jordan e Courtney são incríveis e engraçados! O ciúmes, as brigas e tudo o mais são muito bem escritos. E o final? Mais do que surpreendente! Vale muito a pena! 

Sinopse: Há dois lados de todo fim de relacionamento. Esses são Jordan e Courtney, completamente apaixonados. Eles eram um casal incomum, mas eles ficaram juntos, e funcionou bem. Eles até vão para a mesma faculdade, viajando juntos no carro de Jordan... E então Jordan termina com Courtney por causa de uma garota que ele conheceu na Internet. É tarde demais para mudar os planos, então a viagem ainda vai acontecer. Courtney está com o coração machucado, mas acha que pode ser dura por alguns dias. La la la: essa é Courtney fingindo que não se importa. Mas, estranhamente Jordan se importa e muito. Ele tem segredos que não contou para Court que está ligado ao motivo do término do namoro, do por que eles não podem voltar a ficar juntos e como apesar de tudo isso, eles estão destinados um ao outro. 

On the road – Jack Kerouac
Eu nunca li o livro, apesar de estar na minha lista quilométrica de leitura. Mas, eu já vi o filme (Na Estrada) e me apaixonei. O longa-metragem tem mais de duas horas, porém parece ser menos. O elenco é magnífico com Kristen Stewart (Crepúsculo, A Branca de Neve e o Caçador), Garrett Hedlund (Tron - O Legado, Troia, Invencível) e Sam Riley (Malévola, Orgulho e Preconceito e Zumbis), todos em papel principal. Além desses, também contamos com Kirsten Dust e Amy Adams. Agora é partir para o livro! 

Sinopse: Responsável por uma das maiores revoluções culturais do século XX, “On the Road”, traduzido por Eduardo Bueno, mantém intacta sua aura de transgressão, lirismo e loucura. Como o gemido lancinante e dolorido de “Uivo”, de Allen Ginsberg, o brado irreverente e drogado de “Almoço Nu”, de William Burroughs, ou a lírica emocionada e emocionante de Lawrence Ferlinghetti, “On the Road” escancarou ao mundo o lado sombrio do sonho americano. A partir da trip de dois jovens – Sal Paradise e Dean Moriarty –, de Paterson, New Jersey, até a costa oeste dos Estados Unidos, atravessando literalmente o país inteiro, Jack Kerouac inaugurou uma nova forma de narrar. Em abril de 1951, entorpecido por benzedrina e café, inspirado pelo jazz, Kerouac escreveu a primeira versão do que viria a ser “On the Road”. Uma prosa espontânea, como ele mesmo chamava: uma técnica parecida com a do fluxo de consciência.

Apenas Um Dia – Gayle Forman
Mais um que é um tapa na cara de lição de moral. Gayle, com sua escrita leve e cativante, vai encantar até os corações de pedra. O Willem é aquele tipo de personagem que vive da forma que realmente quer, e a Allyson é toda certinha e tal. Ele não só ajuda Allyson a se encontrar nesse mundão, como também vai fazer você refletir sobre sua própria vida e se você está realmente fazendo aquilo que gosta e vivendo ou fazendo aquilo que deve e apenas existindo.

Sinopse: A vida de Allyson Healey é exatamente igual a sua mala de viagem: organizada, planejada, sistematizada. Então, no último dia do seu curso de extensão na Europa, depois de três semanas de dedicação integral, ela conhece Willem. De espírito livre, o ator sem destino certo é tudo o que Allyson não é. Willem a convida para adiar seus próximos compromissos e ir com ele para Paris. E Allyson aceita. Essa decisão inesperada a impulsiona para um dia de riscos, de romance, de liberdade, de intimidade: 24 horas que irão transformar a sua vida. "Apenas um Dia" fala de amor, mágoa, viagem, identidade e sobre os acidentes provocados pelo destino, mostrando que, às vezes, para nos encontrarmos, precisamos nos perder primeiro... Muito do que procuramos está bem mais perto do que pensamos.
A lista de livros assim é grande, mas esses são os meus favoritos! Eu espero que vocês gostem e se divirtam na leitura assim como eu me diverti! Um beijo e um queijo! 



4 Comentários

  1. Olá, tudo bem?
    Já Entre o Agora e o Nunca e Apenas Um Dia :) Amei ambos, agora quero ler os outros dois.
    Beijinhos
    www.fofocas-literarias.blogspot.pt

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Jéssica! Tudo ótimo e você? Você que já leu dois dos 4 citados, vai adorar os outros dois! Depois me diz aqui o que achou!! Um beijo e um queijo, Nina ;)

      Excluir
  2. Olá!!
    Entre o Agora e o Nunca é muuuuito bom! O Andrew é lindo demais, sem contar que a história é de tirar o fôlego. Ótimas indicações.
    Adorei o blog e já estou seguindo <3

    Beijão
    Leitora Cretina

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, tudo bem??
      ANDREW É VIDA! É tão difícil não se apaixonar por essa personagem tão forte, incrível e inesquecível!
      Muito obrigada e volte sempre ao ER! Bjs da Nina :)

      Excluir