Quem nunca sofreu com a espera de uma adaptação, divulgou para meio mundo que seu livro favorito viraria filme, e acabou saindo da sala de cinema cuspindo marimbondos e xingando toda a equipe que trabalhou na película?
Separei aqui cinco livros que me fizeram sofrer no quesito adaptação.

1. Academia de Vampiros - Richelle Mead.
Eu sou completamente apaixonada pelos livros. Li os 6 em PDF e imediatamente comprei a minha coleção no Submarino só pra ler todos novamente assim que chegaram na minha casa. Os livros não são perfeitos, mas é impossível não ser conquistada pelo romance de Rose e Dimitri.
Quando terminei de ler a série pela segunda vez, descobri que um filme estava sendo produzido. Aí vivi todos os estágios do papel de trouxa: fiquei feliz, acompanhei, divulguei e fiquei frustrada.
O desempenho do filme foi tão ruim que cancelaram a estreia dele em diversos países. Confesso que quando penso nisso sinto vergonha alhei pelos atores, coitados.
Se você tem estômago forte, bom filme:
2. Trilogia Divergente - Veronica Roth.
Confesso que não dava muito pelo livro e só me interessei pela história depois de ver o primeiro filme. Saí da sala de cinema e corri na livraria mais próxima. Devorei a trilogia em três dias e esperei ansiosa pela próxima adaptação.Tadinha de mim. Saí da sala de cinema com a sensação de que os produtores nem ao menos se deram ao trabalho de ler os livros.
Segura o forninho que aqui embaixo tem o box do Spoiler, ok?
Marcus pulando na frente de uma arma pra salvar o Tobias? Tris pegando em uma arma sem problema nenhum já no começo do filme? Tris divergindo para todas as facções? Sem Audácia voltando para o seu QG e cobrindo todas as câmeras com tinta de paintball? E o que era aquela riqueza e conforto da mãe do Tobias no meio dos sem facção? Como gente que depende de esmola tem louças e copos bons, além de carne, legumes e VINHO!? Errou feio, errou rude.
Uma coisa é você adaptar uma história para uma nova mídia. Outra coisa é você sair mudando coisas essenciais à trama. Antes fizessem o Insurgente em duas partes.
3.Percy Jackson - Rick Riordan
Tirando a mitologia grega, o filme pode ser sobre qualquer coisa, menos sobre os livros do Riordan. Não é a minha série favorita, mas juro que tenho vontade de dar um abraço de consolação no autor.
4. O Diário da Princesa - Meg Cabot
Já quero começar deixando claro que eu amo o filme, mas quem leu os livros sabe que as histórias são completamente diferentes! Para viver em paz com os dois, finjo que são coisas totalmente independentes e não uma adaptação. A própria Meg zomba das mudanças feitas pela Disney nos livros lançados depois dos filmes.
Só nos resta torcer que, um dia, um estúdio legal compre os direitos e faça uma boa adaptação.
5. The Duff - Cody Keplinger
Assim como O Diário da Princesa, The Duff é um filme ótimo (tá no Netflix galera!), mas não tem as melhores partes do livro: os dramas psicológicos e as cenas de sexo. O que fez com que a hstória ficasse com cara de "apenas mais um filme adolescente americano". Mas Duff é muito mais que isso.


2 Comentários

  1. Quem nunca xingou os filmes de Percy Jackson depois de ler os livros que atire a primeira pedra...
    E eu também não gostei do filme de Insurgente. Sério, o primeiro filme até que tava bonzinho(tinha algumas diferenças mas estava ok), mas Insurgente? Cara, eu parei de assistir o filme logo no começo pra não me decepcionar. Era tudo tão sem sentido...

    ResponderExcluir
  2. Quem nunca xingou os filmes de Percy Jackson depois de ler os livros que atire a primeira pedra...
    E eu também não gostei do filme de Insurgente. Sério, o primeiro filme até que tava bonzinho(tinha algumas diferenças mas estava ok), mas Insurgente? Cara, eu parei de assistir o filme logo no começo pra não me decepcionar. Era tudo tão sem sentido...

    ResponderExcluir