Título: O despertar do príncipe
Série: Deuses do Egito
Editora: Arqueiro
Páginas: 377
Ano: 2015
Classificação: 


Sinopse: Aos 17 anos, Liliana Young tem uma vida aparentemente invejável. Ela mora em um luxuoso hotel de Nova York com os pais ricos e bem-sucedidos, só usa roupas de grife, recebe uma generosa mesada e tem liberdade para explorar a cidade. 
Mas para isso ela precisa seguir algumas regras: só tirar notas altas no colégio, apresentar-se adequadamente nas festas com os pais e fazer amizade apenas com quem eles aprovarem. 
Um dia, na seção egípcia do Metropolitan Museum of Art, Lily está pensando numa maneira de convencer os pais a deixá-la escolher a própria carreira quando uma figura espantosa cruza seu caminho: uma múmia — na verdade, um príncipe egípcio com poderes divinos que acaba de despertar de um sono de mil anos. 
A partir daí, a vida solitária e super-regrada de Lily sofre uma reviravolta. Uma força irresistível a leva a seguir o príncipe Amon até o Vale dos Reis, no Egito, em busca de seus outros dois irmãos adormecidos, numa luta contra o tempo para realizar a cerimônia que é a última esperança para salvar a humanidade do maligno deus Seth. 

Arriba, meus muchachos e queridos leitores do ER! Está todo mundo na paz e na alegria? Espero que sim! Eu queria antes de tudo fazer um pedido de desculpas com uma justificativa... Eu sempre posto de quinta-feira aqui no ER, mas, infelizmente, eu não pude postar semana passada. Minhas aulas começaram justo na quinta-feira e aí a semana vira aqueeeela loucura, né?! Mesmo demorando um pouquinho, cá estou para a nossa alegria! 

O que falar de O despertar do  príncipe? Esse livro é perfeito, é lindo, é sensacional, é de encher os olhos de lágrimas e de suspirar muuuuuuito. Acho que é mal de toda Colleen vir ao mundo para destruir nossos fracos corações. 
A Liliana é uma personagem incrível. Ela cresceu num mundo rodeado de luxo e sempre teve tudo o que queria. Mas não pense que é simples e fácil, não! Lily precisa merecer tudo isso, como por exemplo: tirando apenas notas máximas na escola, ser amiga de quem os pais querem e manter a aparência impecável nas festas de gente chique que a família dela frequenta. E sabem por que é difícil? Porque Lily não é esnobe. Ela é humilde, não conta vantagem com nada e não se sente confortável com todo esse luxo que sua vida é. Além disso, ela adora ir ao Metropolitan Museum of Art em Nova York para poder estudar sem interferências do mundo exterior. O dia que Lily resolve visitar a nova seção egípcia, ela não esperava que sua vida fosse mudar de uma hora para outra.
Logo após escutar a alguns barulhos estranhos, ela percebe que o sarcófago que estava ma seção estava vazio e haviam pegadas na serragem de outra pessoa. Mas como, se ela estava sozinha??? De repente, DO NADA, uma múmia aparece. Imagine no susto que a garota não levou ao ver um ser milenário de pé ma frente dela! hahaha. MAAAAAS, não se precipitem! Essa múmia se tornará o amor de suas vidas! 

Amon —  a múmia do Museu — é um dos três príncipes egípcios que possuem poderes divinos e despertam a cada mil anos a fim de salvar toda a humanidade do terrível deus Seth, o Obscuro. Amon desperta em Nova York, num mundo repleto de tecnologia e bem diferente de mil anos atrás. Ele logo dá de cara com a Lily — que por sinal está mais assustada do que eu vendo filme de terror. O príncipe não encontra seus Vasos da Morte que contém seus órgãos, portanto ele precisa da força vital da Lily para poder sobreviver e ter energia o suficiente para poder despertar seus dois irmãos e realizar a cerimônia. 
Lily tenta ajudá-lo a encontrar os outros príncipes, mas eles não estão em Nova York, e sim lá no Egito. Amon não pode ir sozinho, pois precisa de Lily para recuperar suas energias. Então, eles embarcam para a terra dos faraós e uma aventura eletrizante se inicia. A partir daqui, a estória fica repleta de ação. Amon usa seus poderes para salvar Lily e ele é um fofo com um altruísmo impressionante. É impossível não amá-lo! AMON, WILL YOU MARRY ME???? E o que dizer do romance? Não é uma daquelas coisas chatas e melosas, não! A autora soube mesclar tão bem a ação com a paixão que eu quero chorar!! Tudo neste livro foi feito na dose certa. 
Colleen Houck nos traz uma estória tão contagiante e emocionante que torna-se impossível de colocar o livro de lado. Você vai ler, ler, ler e quando perceber, já está no final. E por falar nisso... Que final foi esse??? Eu quero a continuação o mais rápido possível, ok Editora Arqueiro??? 


Então leiam e encantem-se com Amon e Lily nessa jornada recheada de aventura, ação, humor e altruísmo. 
Um beijo e um queijo, Nina. 




Um Comentário

  1. Olá, Marina!
    Sou fã da Colleen por causa de A Maldição do Tigre e estou super animada para ler essa nova coleção da autora! Parece ser maravilhosa e envolvente. Adorei sua resenha!
    Beijos, Garota Vermelha
    www.livrosdagarotavermelha.wordpress.com

    ResponderExcluir