Título: O lado feio do amor - Ugly love
Autor: Colleen Hoover
Editora: Galera
Páginas: 336
Ano: 2015
Avaliação: 


Sinopse: Quando Tate Collins se muda para o apartamento de seu irmão, Corbin, a fim de se dedicar ao  mestrado em enfermagem, não imaginava conhecer o lado feio do amor. Um relacionamento onde companheirismo e cumplicidade não são prioridades. E o sexo parece ser o único objetivo. Mas Miles Archer, piloto de avião, vizinho e melhor amigo de Corbin, sabe ser persuasivo... apesar da armadura emocional que usa para esconder um passado de dor. O que Miles e Tate sentem não é amor à primeira vista, mas uma atração incontrolável. Em pouco tempo não conseguem mais resistir e se entregam ao desejo. O rapaz impõe duas regras: sem perguntas sobre o passado e sem esperanças para o futuro. Será um relacionamento casual. Eles têm a sintonia perfeita. Tate prometeu não se apaixonar. Mas vai descobrir que nenhuma regra é capaz de controlar o amor e o desejo.

Arriba, muchachos! Está todo mundo andando nos conformes? Tomara que sim, porque neste momento eu sou um poço de destruição, de choro e de "para o mundo, pois eu quero descer". Tudo isso graças a nossa querida, maravilhosa, heartbreaker Colleen Hoover, aquela que desconhece a palavra "limites". 
Se você é fã do gênero Young Adult (ou Nodo Adulto), já deve ter ouvido falar da Colleen. Em seus romances, ela faz questão de trazer o clichê ao contrário: a problemática é a mocinha e o carinhoso e perfeito é o mocinho. Só que não foi isso o que aconteceu com O lado feio do amor, não! Ah, mas não foi meeesmo! A estória vai te comover tanto que haja lenços para limpar as lágrimas! 
Assim que Tate Collins vai para São Francisco morar com seu irmão mais velho Corbin a fim de terminar seus estudos de enfermagem, ela dá logo de cara com a pessoa que vai bagunçar toda a vida dela. Logo quando Tate chega no apartamento de Corbin, tem um homem provavalmente bêbado e ela não sabe o que fazer. Esse cara é nada mais, nada menos do que o piloto Miles Archer (também melhor amigo e vizinho do Corbin). Tate o ajuda a entrar no apartamento e, em um momento de fraqueza, Miles abre um pedaçinho minúsculo do seu coração. Essa cena foi bem triste. 
Miles tem um passado muito doloroso, e isso o tornou numa pessoa que não sorri, não se relaciona emocionalmente e é praticamente intocável. É tão difícil de quebrar as muralhas que protegem seu coração e também seus sentimentos. Assim que conhece Tate, o desejo que sente pela nova vizinha é tão forte que ele não consegue se controlar. 
Tate também não consegue segurar essa atração e acaba se entregando também. Eles decidem, então, a manter o "relacionamento" na casualidade. É apenas sexo, afinal de contas, ela não quer amar e ele não tem tempo para isso. Mas, para deixar tudo ainda mais misterioso, Miles impõe à Tate duas regras: não pergunte sobre seu passado e não espere um futuro. Ai, meu Deus! Eu juro que tive um pequeno infarto quando eu cheguei nessa parte. ASSIM NÃO DÁ, NÉ COLLEEN?!
Sexo vai e sexo vem, e Tate se envolve cada vez mais nesses novos sentimentos que ela não queria que surgissem. Ela sabe que não deve perguntar o que aconteceu com Miles, mas ela quer tentar entender o que fez com que ele fosse tão emocionalmente indisponível. Durante a leitura, você também percebe que Miles está gradativamente se entregando nas mãos de Tate. Por se tratar de Miles, "amor" é meio que um sentimento impossível de acontecer no meio desse relacionamento entre os dois, mas eu senti que ele estava se apaixonando; o único obstáculo que impedia isso de acontecer é que Miles não se permite a amar novamente — sim, novamente.
E o que dizer do Cap?? Ele é um senhor de 80 anos trabalha no elevador do prédio e é dono dos melhores conselhos ever! Sem contar que ele é muito engraçado. É tão bonito ver a atenção que ele dedica aos sentimentos de Tate e acaba cuidando dela por meio de seus conselhos engraçados e comoventes. 

"Quando a vida te der limões, é melhor saber nos olhos de quem você precisa espremê-los." 

O lado feio do amor é narrado por Tate no presente, e por Miles no passado — há exatamente seis anos. É nesse passado dele com Rachel que vamos entendendo o Miles do presente. Se prepare, porque esses capítulos vão tirar um oceano de lágrimas de você. Então não espere uma estória feita por dramas que sempre vemos nos romances por aí e em amor à primeira vista. Eles não começam nem como amigos, imagine então sendo amantes. Nessa obra, Colleen Hoover nos traz o lado mais feio, frio e sombrio do amor, mas ela também traz como reacender a chama que faz com que tudo isso seja bonito e apreciado. A tragédia de Miles vai amolecer até os mais fortes dos corações. E o final é lindo de morrer e digno de mais lágrimas! 

"Acho que, se um homem vivenciasse o lado mais feio do amor, nunca mais iria querer senti-lo novamente." 

E para nossa alegria, O LADO FEIO DO AMOR VAI VIRAR FILME!! O modelo, ator e colírio para os olhos canadense Nick Bateman será nosso amado Miles! Está também no elenco o ator Cody Hackman (Tapped Out) que está no papel de Corbin e será dirigido por Allan Ungar. O filme tem previsão de ser lançado ainda em 2016, mas tudo pode mudar ainda. Para não perder nenhuma novidade, siga o Instagram do filme, @uglylovemovie. Veja também o teaser mais do que misterioso de Ugly Love clicando aqui

Um beijo e um queijo.



Deixe um comentário