Hoje senti vontade de escrever.

Estou escutando nesse momento uma playlist bem gostosinha do Ed Sheeran no Spotify depois de sair de outra prova na faculdade. Vocês sabem que o Ed é responsável por momentos de profunda reflexão!
Dessa vez não está sendo diferente.

Nesses três meses de ER descobri coisas maravilhosas e vivenciei alguns altos e baixos que já eram esperados. Devo acrescentar que acredito ter saído com louvor de cada um deles levando em conta o carinho e a constante companhia e devoção de cada um de vocês. Posso afirmar também, que faço parte de um grupo seleto de blogueiros iniciantes que tiveram uma sorte imensa e desde que comecei aqui, apenas cresci. Mas até que ponto isso é bom?

Os números são detalhes que por mais indiferentes a mim, no caso de um blog que fala com muitas pessoas, não podem ser ignorados. Eu trabalho com números e estatísticas, pois é através deles que sei se estão gostando de algo ou não e assim atrair mais números, que no caso são vocês.
Percebem o ciclo vicioso?
Estou há alguns dias sem postar nada aqui no blog e esses números permanecem constantes e altos, em parte por conta do sorteio, em parte por ações que venho feito em outras redes sociais, e não consigo transformar em palavras o quão espantada isso me deixa. Tem dias em que posto aqui uma resenha ou uma playlist e não passo de 60 views. Esses dias sem atualização batemos médias de quase 200 views orgânicas.
Acima dos visitantes apenas para a promoção ou os que estão passando pelas ações, eu tenho os fixos que conquistei com o meu trabalho. Fico radiante quando digo um bom dia/boa tarde no twitter e nos minutos seguintes tenho inúmeras views!

Ok, onde quero chegar?
Não me arrependo em momento algum de todas as decisões que já tomei para o desenvolvimento e evolução aqui do blog, porque em todas eu me esforcei e trabalhei muito para que funcionassem para ambas as partes: autor e leitor.
Hoje, em meio a esse hiatos horrendo que finalmente está chegando ao fim, vejo que fiz um bom trabalho. Vejo que meu esforço valeu a pena quando vocês vêm até ao ER para ver se há algo novo e me perguntam quando vou postar outra vez.

O que me levou a escrever esse texto basicamente foi: lute! Lute por um sonho, por uma meta, por seu trabalho, por aquilo que mais deseja. Levei muito tempo pensando no quão incapaz eu era e isso tudo me provou exatamente o contrário. Me fez mais forte para sonhar e lutar por cada vez mais!
Não tenha medo de encarar um novo desafio apenas porque ele parece grande demais ou um pouco fora da sua zona de conforto – descontrua-se.

Encarar esse blog sozinha sendo uma pessoa que costuma desistir muito rápido de algumas coisas, foi um dos maiores desafios que já enfrentei no âmbito pessoal. E eu ainda estou viva e com todos os membros presos ao corpo.

Espero que vocês de alguma forma consigam captar e entender essa mensagem meio confusa e difusa.

Agradeço de coração a todos que acreditam no meu trabalho aqui e continuam comigo nesses momentos difíceis. Nesse final de ano tempo é o que mais vou ter para o blog, e sendo assim, pretendo organizar tudo e me dedicar à vocês.
Vocês merecem o mundo!

Um bom começo de final de ano, e mais uma vez, obrigada.

Com carinho,

Sua autora.


2 Comentários

  1. Oi Bruna!!!
    Você anda sumida!!!
    Eu tenho que te parabenizar sim, espero que vc continue com o blog, e não desista nunca do que quer!!! Eu particularmente gosto bastante!!! Não venho mais aqui por falta de tempo mesmo!!
    beijos e mais e mais sucesso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Aline! ♥
      Foi por motivo de força maior, garanto! hahaha
      Mas agora vou ter tempo livre até fevereiro do ano que vem e vocês vão é enjoar de me ver aqui!
      Obrigada pelo carinho e por estar comigo nessa ♥
      Beijooooos!

      Excluir