Título: O Iluminado
Autor(a): Stephen King
Páginas: 581
Editora: Objetiva / Ponto de Leitura



Sinopse: A luta assustadora entre dois mundos. Um menino e o desejo assassino de poderosas forças malignas. Uma família refém do mal. Nesta guerra sem testemunhas, vencerá o mais forte.

Danny Torrance não é um menino comum. É capaz de ouvir pensamentos e pode transportar-se no tempo. Danny é iluminado. Maldição ou benção? A resposta pode estar guardada na imponência assustadora do hotel Overlook, que já foi palco de festas sofisticadas, noitadas de sexo e bebida, grande negócios e paixões avassaladoras. O tempo passou arrastando consigo as glórias do passado. Mas algo resiste aos longos corredores sombrios do hotel. Algo terrivelmente poderoso e assustadoramente mau. 

Quando Jack Torrance consegue o emprego de zelador no velho hotel, todos os problemas da família parecem estar solucionados. Não mais o desemprego e as noites de bebedeiras. Não mais o sofrimento da esposa, Wendy. Tranquilidade e ar puro para o pequeno Danny livrar-se de vez das convulsões que assustam a família. Só que o Overlook é uma chaga aberta de ressentimento e desejo de vingança. O hotel é uma sentença de morte e quer Danny, pois precisa dos seus poderes para chegar ao fim. 


Resenha: O livro começa narrando um pouco do estilo de vida da família do Danny, as brincadeiras dele, sua mãe cuidando da casa enquanto aguarda notícias do pai que foi atrás de outra oportunidade de emprego. É tudo regado a muito amor, carinho, sensibilidade e atenção. Porém, a relação conjugal está estremecida, por causa das inconstâncias de Jack com a bebida. Uma proposta para ir trabalhar como zelador de um hotel famoso e antigo, em uma estância turística nas montanhas, faz com que a família Torrance veja nessa oportunidade uma forma de pai, mãe e filho poder reconstruir o afeto desgastado e perdido por causa dos rompantes violentos de Jack. O hotel está sendo fechado por causa do inverno, e a família ficará sozinha ali para manter as instalações funcionais até a próxima temporada. Jack está animado com a oferta do emprego e com a possibilidade de poder ficar num lugar que tem tanto a oferecer em termos de paz e tranquilidade, ainda mais para um escritor que está tentando encontrar uma grande história para escrever. 


Ele (Jack) é avisado antes de entrar no emprego a respeito das histórias que rondam o hotel e o antigo zelador. Um homem que enlouqueceu e cometeu atrocidades com a família durante o duro inverno em que ficaram sozinhos lá dentro. Jack estava confiante de que estaria tudo bem, afinal quando não estivesse ocupado com o trabalho de manutenção de toda a estrutura do hotel, estaria escrevendo e tentando voltar ao que era antes. 


“Naquele instante, ajoelhado ali, tudo ficou claro para ele. O Overlook não estava afetando apenas Danny. Estava afetando-o também. Não era Danny o elo fraco, era ele. Ele era o vulnerável, aquele que podia ser dobrado e torcido até que alguma coisa se partisse.”


Mas o que ele não contava era que o hotel queria algo mais. Queria seu filho, Danny, e faria o que fosse necessário para que pudesse obter o dom do menino em seu benefício. 

Eu li o livro na época da escola, estava no 2º ano do ensino médio. Lá em meados de 2009. Foi o primeiro do King que li e admito aqui, perante todos, QUE ME LASQUEI TODA. O livro não é exatamente todo de terror e um susto do começo ao fim, mas é muito marcado por algumas cenas ícones e cheias de intensidade. Fiquei extremamente traumatizada na época com a parte do livro que ele encontra a mulher no banheiro (spoiler). SÉRIO. Desculpem o termo, mas, TRANQUEI O C* ALI. 


Esse é, definitivamente um dos meus livros favoritos. Foi meu primeiro terror e acho que não poderia ter começado melhor!  

Tomei coragem para assistir o filme alguns anos depois e desistir 3 vezes. HAHAHAHA Bundona mesmo! 

Finalmente, a uns 2 anos eu assisti e vi que fui boba. Tem quem assista e diga que é um PÉSSIMO filme. Eu acho o filme ótimo, já que levo em consideração que é um terror completamente diferente do que o mercado nos empurra goela abaixo hoje em dia. Cheio de massacres, sangue, tripas e destruição. Ele é limpo, clássico e meio paradão mesmo. E confesso aqui também, quee chorei de rir com o final. Hahahaha Eu preferiria o final do livro, MIL vezes melhor, mas não podemos ter tudo o que queremos! 

A Wendy do livro é mais ativa e forte, dá vontade de segui-la aonde ela for. E o Danny do livro é muito mais interessante também. Ambos no filme são uns bananas. #Aceita

A partir dessa resenha vou começar a classificar os livros com estrelas, para ajudar a orientar vocês! 
E essa belezura, merece 5!

Eu estava com saudades de escrever resenhas para vocês! Não sabem o quão bem me faz compartilhar um pouquinho do que sinto a respeito de alguma leitura que fiz. hahaha
Se você já leu o livro, não deixe de comentar e compartilhar comigo. Fico super feliz quando vocês me contam as versões que passam por suas cabeças!

Até a próxima resenha. ♥


6 Comentários

  1. Ainda não li nenhum livro do Stephen. Estou com o "Misery" aqui ai programei ele para ler nesta semana da MLP :3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Me conta o que achou desse! Ainda não li também *o*

      Excluir
  2. Minha história d terror favorita! Desde a adolescência!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Idem, Marcelle!
      Disparado na frente de qualquer outra! hahahaha

      Excluir
  3. Minha história d terror favorita! Desde a adolescência!

    ResponderExcluir
  4. Oi Bruna
    Sempre tive dúvidas sobre esse livro porque já sei o final do filme. Mas pelo visto isso não quer dizer nada né? Hahaha Adorei o blog.

    Beijos
    https://perfectpick001.blogspot.com.br

    ResponderExcluir