Desde pequena, histórias sempre fizeram parte da minha vida. O engraçado é que eu demorei muito pra perceber o quanto eu amava criar e ler/ver ouvir histórias. Na época da escola, quando eu não tinha amigos por ser diferente (gordinha, bolsista, criada pela minha vó), eu mantinha um diário fictício. Nele eu escrevia como meu dia seria se tudo tivesse acontecido como eu queria. Os amigos, as brincadeiras. Tudo porque eu sabia que as pessoas da minha casa leriam ele e ficariam tranquilos, achando que eu estava bem. 

Mas só no ensino médio que eu realmente pensei em escrever livros com as histórias que eu tinha na cabeça.
Euzinha, babando no meu bebê!
Em 2013, a história do Clube da Meia-Noite surgiu na minha cabeça, e eu simplesmente não conseguia deixá-la de lado. E, ao mesmo tempo, sentia que a história não era madura o suficiente para ser escrita. Eu queria que ela refletisse um pouco da minha percepção da vida das cidades pequenas, e como sobrenomes podem transformar pessoas em deuses.

Também queria explorar todas as dúvidas que passaram pela minha cabeça durante o processo de me tornar uma adulta. Coisas como: quem é o responsável por determinar que tipo de pessoa eu vou me tornar?

E, como toda romântica incurável, fazia questão que meu livro tivesse uma boa história de amor. Só um ano e um livro sobre o meu amor e do Ian Somerhalder, depois, finalmente me senti pronta pra seguir em frente com a história do Clube.

Foi um ano e meio de muita cabeçada, dificuldade e horas em que eu pensava em desistir. Depois de revisões incontáveis e várias horas de sono perdidas, meu bebê ficou pronto pra conhecer o mundo.
Mentiria se dissesse que não estou orgulhosa do meu trabalho. Estou muito MUITO orgulhosa mesmo, mas sei que ainda tenho muito a melhorar.

No processo de escrita, uma das coisas que eu mais gostei de fazer, foi criar as cidades fictícias. Apesar de o Condado de Hernando existir e de o mapa dos Estados Unidos ser estampado por várias cidades com os nomes das que estão na trama, fiz questão de elaborar um cenário único para a história. Um lugar onde todas as minhas intenções seriam possíveis.
E, depois de muita pesquisa, decidi levar para os Estados Unidos todo charme arquitetônico de Salamanca. Uma cidade espanhola belíssima!

Sinopse: Archild, Bigelow, Connoly, Stablish, Goldberg e Monroe. Para alguns, não passam de sobrenomes comuns, mas, para a população de Sherwood, esses nomes são sinônimos de realeza. E ninguém mexe com a realeza, certo? Tudo mudou em 1989, quando um assassino escreveu seu nome na história da cidade.
David passou a vida inteira tentando entender o que fez com que seu pai se tornasse um assassino, se perguntando se ele também tinha aquele pequeno curto circuito escondido em algum lugar de seu cérebro. As coisas seriam mais fáceis se ele não tivesse crescido vendo aquele medo refletido nos olhos de todos a sua volta. Não era de se admirar que ele tenha procurado refúgio em outro continente. Mas agora era hora de voltar para onde tudo havia começado...
Aos 17 anos, Annie está tentando descobrir quem ela é, o que é realmente importante em sua vida. Disputas por garotos, campeonatos de natação, picuinhas e bolsas de estudo, era o que ela julgava como suas únicas opções. Mas o cenário muda de figura quando David cruza o seu caminho.
Acidentes estranhos, amigos inusitados, clubes sombrios e desaparecimentos suspeitos vão acompanhar David e Annie em sua jornada de autodescobrimento.

Ficou curiosx? Gostou da história? Para comprar o Clube da Meia-Noite, basta acessar o site da minha editora: https://www.chiadoeditora.com/livraria/clube-da-meia-noite
O preço vai aparecer em euros, mas não se assuste! Dá pra mudar para reais sem dificuldade. :)
A versão impressa custa R$38,00, e o ebook custa R$9,00.

Quer adicionar ele à sua estante no Skoob? Clique aqui e faça uma autora nacional muito feliz.

Quer conversar comigo?
Twitter - @MariannaxLeao
Skoob - https://www.skoob.com.br/usuario/435500
Snap: mariannaxleao
Instagram - marileaowritesbooks


3 Comentários

  1. Muito orgulho de você! <3
    Acompanhei e revisei junto com você, e sei, que essa história é maravilhosa.
    É só uma questão de tempo até todo mundo perceber também.

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Que novidade maravilhosa :D Parabéns! Desejo muito sucesso a autora e a obra que parece ser muito interessante!
    Beijos, Garota Vermelha
    www.livrosdagarotavermelha.wordpress.com

    ResponderExcluir